Você já se sentiu congelado?

Tempo de leitura: 2 minutos

Você já se sentiu completamente paralisado, como se estivesse congelado?

Confesso que já me senti assim muitas vezes!

Ficamos congelados em relações disfuncionais, em trabalhos sem significância, em ressentimentos. Na inércia do apego os dias passam e o futuro surge repetido num passado constante. Na desatenção desse congelamento diário e repetitivo seguimos assim, sem brilho, sem graça, sem vontade.

No estado de congelamento parece que estamos presos em uma armadilha do tempo

Por que contrariamos nosso próprio desejo de mudança vivendo vidas medianas? Funcionamos assim, congelados, por ser muito desafiador percebermos a infinidade de possibilidades à nossa volta.

A realidade é muito ampla e não temos capacidade de captarmos tudo o que acontece, tal como acontece. Utilizamos nossas crenças e valores para filtrar a realidade dada. Se o que vivenciamos no passado foi experimentado de forma ampla tendemos a nos tornarmos mais expansivos. No entanto, se o que nos permitimos vivenciar no passado foi limitador congelamos em limitações.

Com base em experiências negativas encaixotamos nossos potenciais em contêineres estreitos e passamos a viver modelos limitados de nossas próprias percepções.

Esses filtros podem ficar congelados em sensações que nos limitam no passado e continuam a reproduzir o mesmo sentimento no presente. É como se nosso padrão referencial estivesse buscando comparar os acontecimentos do passado para poder reproduzi-los no futuro.

No entanto, não é o passado que nos limita e sim os sentimentos negativos e excesso de emoções limitantes coladas nas experiências que vivenciamos.

Quando não entendemos determinada situação que ocorreu em nosso passado não damos por terminado, ao invés de seguirmos em frente de forma diferente repetimos a mesma experiência. De modo inconsciente, revivemos muitas vezes o conhecido, com pequenas nuances, comparamos, generalizamos e reproduzimos mais do mesmo. A intenção positiva dessa atitude repetitiva é aprender, sobreviver.

Construímos a realidade que parece ser a única possível e vibramos nela. Acredito que uma das maneiras mais eficientes de sairmos da armadilha de reproduzir inconscientemente aquilo que não queremos é nos tornando conscientes desse modo de funcionamento.

O conhecimento é a chave para as possibilidades. “Conheça-te a ti mesmo” disse o oráculo de Delfos. Quando conhecemos esses padrões operacionais passamos a ter possibilidades de fazer escolhas e descongelar os filtros.

O Congelamento é um dos princípios que abordo no Programa de Transformação chamado “Mudança Essencial”, que criei a partir de técnicas poderosas da PNL, da Terapia da Linha do Tempo, do Coaching, da Hipnose Ericksoniana e das modernas técnicas do “Mudança Generativa”.

Saiba mais clicando na imagem:

 

Programa Mudança Essencial

Quer conhecer outros princípios que considero fundamentais no processo de mudança e transformação. Baixe gratuitamente o E-book Mudança Essencial – 16 Princípios para sua Transformação.

E-book Mudança Essencial – 16 princípios para sua Transformação

* Clique na imagem para baixar o E-book.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *